Ruy Leitão (1949-1976) Sem Título, sem data. Feltro e guache sobre papel. Museu Calouste Gulbenkian – Coleção Moderna. inv. DP1939. Foto: Paulo Costa
Ruy Leitão (1949-1976). Sem Título, sem data. Feltro e guache sobre papel. Museu Calouste Gulbenkian – Coleção Moderna. inv. DP1939. Foto: Paulo Costa
Date
6ª feira, dia 20 de abril de 2018 até 2ª feira, dia 10 de setembro de 2018
Local
Pop detours in Portugal and England, 1965-1975

Esta exposição apresenta, na sua grande maioria, obras produzidas entre 1965 e 1975, em Portugal e Inglaterra. Em algumas delas, nota-se uma unidade que tem a ver com a divergência bem-humorada em relação ao lugar-comum proposto pela Pop Art. E, no caso dos artistas portugueses, verdadeiros trânsfugas da mediocridade que se vivia em Portugal, encontramos um laço comum que foi o terem procurado inspiração e incentivo no estrangeiro, em Paris, e, sobretudo, em Londres, verdadeira meca dos anos 1960.

Apresentam-se algumas obras de artistas ingleses, com um notório desvio da Pop – Bernard Cohen, Tom Phillips, Jeremy Moon, Allen Jones, entre outros –, a par com um maior número de obras de artistas portugueses como Teresa Magalhães, Ruy Leitão, Eduardo Batarda, Menez, Nikias Skapinakis, Fátima Vaz, Clara Menéres, João Cutileiro, José de Guimarães, entre muitos outros.

Curadoria: Ana Vasconcelos e Patrícia Rosas