Morning After report – Image © Pawel Kuczynski and adapted from the original.
©

Morning After report – Image © Pawel Kuczynski and adapted from the original

Enquanto organização internacional do Reino Unido para as relações culturais e oportunidades de educação, o British Council trabalha com os seus vizinhos europeus há mais de 80 anos e vai continuar a fazê-lo. Sempre acreditámos na influência do envolvimento com instituições multilaterais e encontraremos formas de trabalhar em parceria com outros países europeus e com instituições da UE para criar oportunidades, construir ligações e gerar confiança.

A cultura, a língua e as ideias não têm fronteiras. Como este é o cerne do nosso trabalho, em Portugal continuaremos a providenciar todos os serviços e programas de relações culturais.

THE MORNING AFTER – A MANHÃ SEGUINTE

O British Council publicou ‘The Morning After’ (A manhã seguinte); uma coletânea de ensaios elaborados por figuras proeminentes da cultura, da política e da ciência, que refletem sobre a relação do Reino Unido com a Europa. Para perspetivas mais atuais, visite a nossa webpage The Morning After

“Acreditamos que no âmbito do resultado do referendo no Reino Unido sobre a permanência na UE como estado-membro, a ligação cultural entre o Reino Unido e outras nações europeias continuará a ser vital e poderá ajudar a construir a confiança e segurança em qualquer que seja o acordo político e económico final alcançado.”
Rebecca Walton, diretora da Região da UE

O Reino Unido atualmente continua a ser um estado-membro da UE e nós continuamos a responder às nossas obrigações e a receber financiamento. Contudo, compreendemos que haverá questões acerca do impacto mais alargado do referendo. Muitas destas questões  terão de ser consideradas como parte uma discussão mais ampla sobre o futuro da relação do Reino Unido com a UE. Sempre que nos for possível prestar mais informações, fá-lo-emos  

EDUCAÇÃO

O Reino Unido tem algumas das melhores universidades e investigadores do mundo. Os estudantes, os académicos e os investigadores internacionais desempenham um papel preponderante neste sucesso. Se se candidatou a estudar no Reino Unido e está preocupado com o que o resultado do referendo significa para si, aqui tem algumas sugestões de onde poderá encontrar mais informação:

A Universities UK também declarou que o estatuto de imigração de estudantes da UE a estudar no Reino Unido não sofreu alterações, pelo que continuam a ser elegíveis para a sua bolsa de ERASMUS, pelo menos, enquanto o Reino Unido se mantiver como estado-membro da UE e esta situação poderá ser estendida além da permanência na UE. Desta forma, os estudantes da UE que tenham uma vaga para iniciar os estudos nos anos letivos de 2016/17 e 2017/18 não têm qualquer razão para supor quaisquer alterações ao seu estatuto de imigração ou acesso à concessão de crédito para estudantes.

Última atualização: 5 de julho de 2016