By Richard Fleming

28 de Oct de 2020 - 14:24

Portugal e o Reino Unido têm uma longa história de colaboração e aliança, tanto ao nível do comércio, da segurança e da diplomacia, como nas parcerias e no intercâmbio na educação e investigação. Nos últimos anos, o número de portugueses a optar por uma licenciatura, pós-graduação, mestrado ou doutoramento no Reino Unido tem aumentado ano após ano.

Mas agora, após o Brexit, será que a tendência irá inverter-se? O Reino Unido continuará a ser procurado como destino de eleição pelos estudantes portugueses? As instituições dos dois países continuarão a explorar sinergias?

Entrevistámos o nosso Diretor de Educação e Sociedade, Richard Fleming, e trazemos-lhe agora algumas das questões mais relevantes:

1- Como vê o futuro das ligações educativas entre Portugal e o Reino Unido?

RF: Acima de tudo, com otimismo!

Continua a aumentar o número e a abrangência das parcerias entre universidades e escolas superiores dos dois países, tanto ao nível de projetos de investigação como na criação de cursos conjuntos. As universidades e os politécnicos portugueses têm desenvolvido um trabalho notável em procurar estabelecer estes laços, contribuindo em pé de igualdade com as melhores do RU. 

Mesmo num período caraterizado pelas incertezas sobre o Brexit, celebraram-se três acordos novos entre instituições nos últimos meses, bem como uma aposta clara governamental na continuação e extensão de colaboração, com o Ministro para a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, a constatar ainda em Junho deste ano: “Portugal quer manter a cooperação de longas décadas que tem tido com o Reino Unido. Nas últimas semanas, tive várias reuniões com a Ministra Britânica para Ciência e o Ensino Superior, Michelle Donelan, no sentido de lançar novas linhas de colaboração além do contexto Europeu”

2- Fora as parcerias institucionais, o Reino Unido continua como destino atrativo para os estudantes portugueses?

RF: Sem dúvida. O Brexit em nada mudou a qualidade das universidades britânicas: continuamos a ter muitas instituições entre as melhores nos rankings internacionais. Mas não se trata apenas do ensino - a riqueza cultural, histórica e social são fatores altamente valorizados por quem estuda no RU.

3- Mas o Brexit também traz desafios?

RF: Traz, sim. No fundo, torna o processo um pouco mais burocrático, com a necessidade de obter um visto para quem quer tirar um curso superior. Mas o processo parece-me bastante simples e rápido. Depois, as propinas já não serão iguais às dos estudantes britânicos, como têm sido nos últimos anos.

Mesmo nesse campo, todavia, muitas universidades estão a oferecer bolsas de mérito e/ou ajuda financeira, e existem também soluções de empréstimo. Ou, seja, ninguém deve desistir da ideia de seguir o seu sonho de estudar no Reino Unido sem primeiro falar com as universidades que lhes interessam – é bem possível que exista uma solução financeira que permita concretizar o sonho, seja qual for a situação financeira do estudante.

4- Qual o papel do British Council neste campo?

RF: O British Council tem tido sempre no seio da sua missão a criação e fortalecimento de laços culturais e educativos entre povos. Juntamos instituições, entidades governamentais e indivíduos nesse sentido, com o intuito de encontrar sinergias, proporcionar oportunidades educativas e partilhar histórias de sucesso e desafios.

Um exemplo recente disso foi a 1ª edição online do congresso Going Global, que juntou pensadores e decisores de todo o mundo em eventos online a discutir o futuro da educação. 

No que se refere aos estudantes a considerar estudar no RU, temos a decorrer o Study UK Europe, Gateway to the UK, uma plataforma que combina webinars com 60 das melhores universidades do Reino Unido, um serviço de agendamento de consultas individuais entre eventuais estudantes e essas universidades, e muita informação sobre financiamento, a vida no RU, dicas para maximizar o impacto da candidatura; enfim, tudo que um jovem possa precisar para iniciar uma viagem de aprendizagem e descoberta numa Universidade Britânica. 

 

A plataforma  Study UK Europe – Gateway to the UK está disponível até 13 de Novembro, 2020 – o registo é grátis.

Após o evento, pode continuar a encontrar informação relevante sobre o estudo universitário no Reino Unido aqui: https://study-uk.britishcouncil.org/.