Desenvolvemos projetos de filmes originais, incluindo a curadoria de programas de cinema britânico contemporâneo. Organizamos eventos internacionais e prestamos apoio a cineastas e especialistas da indústria do cinema britânico que representam o Reino Unido no estrangeiro.

BAFTA 2017 Short Film Nominees

A cerimónia anual cinematográfica BAFTA, realizada em fevereiro, é conhecida como a British Academy Film Awards ou "BAFTAs". São filmes do ano anterior de qualquer nacionalidade vistos nas salas de cinema Britânicas, premiados pela qualidade e melhor trabalho.

Duas das categorias dos prémios são: BAFTA Award for Best Short Film e BAFTA Award for Best Short Animation. Estes prémios visam reconhecer filmes inovadores e experimentais de curta duração nas áreas da ficção, não ficção e animação.

Em 2017, o programa BAFTA Short Film Nominees apresentou cinco curtas de ação ao vivo e três filmes de animação com a duração de aproximadamente 120 minutos.

O British Council criou um programa de digressão "The BAFTA Short Film Nominees". Este programa está a decorrer há alguns anos em Espanha, e vai ter lugar em Portugal brevemente, assim que os nomeados de 2018 sejam conhecidos.

Saiba mais sobre os vencedores e os nomeados no trailer acima.

Se dirige um espaço dedicado às artes, um museu ou um centro educacional e se está interessado em exibir estes filmes no seu espaço, entre em contato com Isabel.Lopes@pt.britishcouncil.org

Past events

Queer Lisboa – International Queer Film Festival, September 2016

Queer Lisboa é o primeiro festival nacional criado com o propósito específico de exibir novas propostas cinematográficas de temática gay, lésbica, bissexual, transgénero e transsexual, um género cunhado internacionalmente como Cinema Queer. Este é um cinema que irrompe com crescente expressão nos grandes festivais de cinema internacionais e é objetivo do Queer Lisboa o de programar o que de mais relevante em termos estéticos e narrativos se faz no panorama mundial, visando colmatar o facto de esta cinematografia ser de acesso restrito ao grande público.

Na edição de 2016 o festival abordou a vida e obra de Derek Jarman, Cineasta inglês, cenógrafo, escritor e pintor. Derek expôs amplamente após a sua licenciatura. Embora continuasse a pintar durante a década de 1970, as suas energias foram direcionadas para o cinema e a cenografia. A sua primeira longa-metragem, Sebastiane, estreou em 1976 estabelecendo-lhe uma reputação internacional como realizador. Em 1984, uma retrospetiva sua no ICA de Londres, demonstrou uma postura cada vez mais política, caracterizada por um anti-thatcherismo e preocupação com a desintegração social, que culminaram no seu filme de 1987,The Last of England. Foi nomeado para o Prémio Turner em 1986, pelas criações enquanto cineasta, em particular por Caravaggio. A relação entre o cinema e a pintura continuou a ser central na obra de Jarman, o fluxo não-narrativo de imagens e a estética semelhante à de uma colagem e improvisação nos seus filmes era sugestiva de uma sensibilidade mais pictórica que cinematográfica. Jarman foi diagnosticado com o VIH em Dezembro de 1986. A violência e a raiva da última fase da sua pintura contrastam com a serenidade do seu último filme, Blue (1994). Realizado quando estava quase cego, consistia apenas de uma tela em azul monocromático, com uma faixa sonora de voz e música.

O British Council e o Festival Queer Festival organizaram um debate em parceria - a retrospetiva Jarman and the Last of England, dedicado a Derek Jarman, que teve lugar na Cinemateca Portuguesa, entre 17 e 24 de setembro, no âmbito da programação do Queer Lisboa 20. Contámos com a presença em Lisboa de um conjunto de personalidades do meio cultural britânico, para participarem no debate retrospetivo, nomeadamente, James Mackay (produtor de Jarman), Keith Collins (ator e ex-companheiro de Jarman), John Scarlett-Davis (realizador) e William Fowler (British Film Institute).

Mais informação: http://queerlisboa.pt/realizador/derek-jarman

Veja o debate no nossa canal YouTube.